0

Carrinho

FORTIF2 – Probiótico Geniturinário

19,00 

É ideal para quem sofre de infecções urogenitais recorrentes. Quem sofre destas doenças deve prever uma integração alimentar com algumas estirpes bacterianas importantes: Lactobacillus Rhamnosus, Lactobacillus Plantarum, Lactobacillus Acidophilus, de facto capaz de restaurar a ” Flora de Döderlein“, ou seja, a flora fisiológica do aparelho geniturinário, a primeira barreira contra o infeções que pertencem a esta área.

MODO DE USAR
Recomenda-se tomar 1 a 3 cápsulas ao dia.

30 cápsulas ácido-resistentes de 570 mg.

Iva incluído

 

SKU: Terpenic_FORTIF2 Categories:

Descrição

PRINCIPIOS ATIVOS

LACTOBACILLUS PLANTARUM
Resiste e sobrevive às temperaturas mais extremas. Encontrou-se resistente a repetidos ciclos de antibioticoterapia e por esse motivo é particularmente interessante para pacientes que sofrem de infeções frequentes. Tem propriedades adesivas incríveis que o tornam altamente eficaz para combater Escherichia coli. Pesquisas sugerem que o Lactobacillus plantarum é particularmente útil para o tratamento de doenças como Síndrome do Cólon Irritável (SII), Colite e Doença de Crohn.

LACTOBACILLUS RHAMNOSUS
É uma bactéria anaeróbica com alta capacidade de produção de ácido lático e, portanto, capaz de acidificar o meio ambiente, tornando-o adequado para lactobacilos, mas inóspito para bactérias patogênicas. Resistente ao ácido gástrico, sais biliares e é capaz de aderir à mucosa do sistema gastrointestinal. Demonstrou-se que alivia ou previne uma série de problemas de saúde, incluindo obstipação, infeções do trato urinário, vaginose e vaginite por Candida albicans.

LACTOBACILLUS ACIDOPHILUS
É o único Lactobacillus Acidophilus que demonstrou em numerosos estudos que pode sobreviver a altas temperaturas, atravessar ileso as vias ácidas do estômago e as vias alcalinas do intestino e, uma vez que as atinge, pode aderir às suas paredes e proliferar. Produz dois poderosos antibióticos naturais, acidolina e acidofilina, resultados eficazes na eliminação das bactérias patogênicas Escherichia coli, Proteus mirabilis, vários tipos de Clostridium, Salmonella, Shigella e Staphilococcus. Reduz a incidência de infecções fúngicas (Candida). Fornece ao corpo a enzima Lactase e intervém na assimilação e produção de vitaminas do complexo B.

BAOBA
O fruto desta árvore possui excelentes propriedades antioxidantes, graças também ao alto teor de vitamina C, pelo que os seus benefícios são evidentes no reforço do sistema imunitário e no combate à atividade dos radicais livres. A abundância de fibras alimentares em seu interior é importante para o bom funcionamento do intestino, facilita o trânsito dos alimentos, o equilíbrio da flora bacteriana e previne a prisão de ventre. Em particular, a polpa do fruto do embondeiro tem uma ação prebiótica com efeitos estimulantes no crescimento de bactérias saprófitas endógenas.

FRUTOOLIGOSACARÍDEOS (FOS)
Eles apóiam seletivamente o crescimento de bactérias benéficas e fazem parte de um grupo de compostos encontrados em frutas e vegetais crus, como alcachofras, dentes-de-leão e chicória.

INOSITOL
O inositol é uma substância essencial para o organismo, tem fórmula molecular idêntica à da glicose, mas com estrutura diferente, e é sintetizado a partir da glicose 6-fosfato (primeiro produto da glicólise); o excesso é catabolizado e eliminado a nível renal. O inositol, que estimula a produção de lecitina no corpo, é anunciado por sua suposta capacidade de reduzir os níveis de colesterol no sangue. A ação da lecitina é limpar as paredes das artérias dos depósitos de lipídios e conduzi-los ao fígado (onde são parcialmente eliminados pela bile). Da mesma forma, o inositol evita que esse órgão acumule muitos lipídios e “engorde”.

COMPOSIÇÃO
Baobá (Adansonia digitata L.) fruto seco, revestimento externo: cápsula resistente a ácidos (agentes de revestimento: hidroxipropilmetilcelulose, goma gelana), ácido L-ascórbico (vitamina C), Lactobacillus plantharum (DSM 25710) 100 MLD CFU/g, antiaglomerante: sais de magnésio de ácidos graxos; Frutooligossacarídeos, Inositol, Lactobacillus rhamnosus (DSM 21981) 100 MLD CFU/g, Lactobacillus acidophilus (DSM 21717) 100 MLD CFU/g, antiaglomerante: dióxido de silício.

CONTRA-INDICAÇÕES
Contraindicado em caso de hipersensibilidade comprovada a um dos constituintes.

EFEITOS COLATERAIS
Não encontrados em dosagens normais. A sobredosagem pode levar a distúrbios gastrointestinais ligeiros.

Informação adicional

Peso 0,570 kg